Quando comecei, não achei que fosse escrever um livro adolescente. Nem que ele fosse ter três narradores – ou que eles seriam incapazes de concordar sobre qualquer coisa.

Mas, no fim, foi isso que saiu: a história de três estudantes tentando entender como o mundo funciona (e atingindo uns aos outros com objetos contundentes no caminho).

Inscrevi o texto no prêmio Kindle de literatura. Pelas regras da Amazon, não posso deixa-lo de graça muito tempo no site. Ele ficará de graça por lá até o dia 9/11. Depois, voltará a custar R$2.

grafiti

Grafiti no cenário do conto.

Anúncios

Até o dia 8 de agosto, vai estar de graça, no site da amazon, o livro que inscrevi no Prêmio Kindle de Literatura.

O site não permite que os livros sejam anunciados de graça por mais de cinco dias (de 4/8 a 8/8). Depois disso, então, o livro passará a custar R$ 1,99.

O livro conta a história de três estudantes de economia – do dia do trote na faculdade até os empregos no mercado.

A personagem mais curiosa é Patrícia, que, vendo os projetos assustadores da consultoria onde trabalha e as coincidências estranhas que acontecem à sua volta, se convence de que seu chefe é o diabo em pessoa.

Tentei implicar democraticamente com todas as escolas de pensamento econômico. Mas a parte mais divertida do texto é a do chefe diabólico que, pragmático, não parece seguir escola nenhuma.

O livro pode ser baixado para kindle, ipad e afins (e também lido na tela do computador) a partir da página neste link.

Feito em casa.

Contos de graça no natal

dezembro 23, 2016

Está de graça, na Amazon, o livro que incluí no site, em setembro, para disputar um prêmio de literatura (que não ganhei). O site da Amazon não permite que os livros fiquem de graça mais de cinco dias. O livro está de graça, então, neste link, entre 24 e 28 de dezembro. Depois disso, volta a custar R$ 2,00.

O texto é a história de amor entre uma estudante de matemática sem escrúpulos e um estudante de letras sem dinheiro.

Além disso, juntei em PDF (em um formato que cabe em telas pequenas, como a do kindle), meus contos do fundo da gaveta. Eles são razoavelmente engraçados e ficarão de graça, em PDF, para sempre.

Se a Amazon continuar com zero hits, o texto de lá também vai acabar aqui, em PDF. Achei que, na Amazon, o texto seria mais marquetado ou teria mais visibilidade que no meu próprio blog. Ilusão, é claro.

Já me disseram que, se quiser ser lido, tenho que criar um perfil no Facebook. Mas ler e escrever contos é o oposto de ler perfis e abobrinhas rotineiras (ou é minha antipatia por redes sociais que realmente me impede de fazer isso).

Para quem quiser, então, boa leitura.

ovelha

Ovelha caçada por Murakami que gostou dos contos (a ovelha, não o escritor).