É um pouco estranho ver os mal-treinados funcionários da CET-Rio gritarem com os pedestres para que saiam logo da faixa de pedestres. Vi a cena agora há pouco. Fui um dos corridos da faixa:

“O sinal está aberto!!!!”, gritou o sujeito de colete ao lado do meu ouvido.

“É a faixa de pedestres!!!”, devia ter gritado de volta.

Os sinais com tempo insuficiente para os pedestres passarem são só um dos muitos “ajustes” feitos pela prefeitura para tentar diminuir os engarrafamentos causados… pela prefeitura.

O gasto de tempo – e esforço – dos cariocas para tentar chegar ao trabalho (e voltar para casa) não entrou na conta do tal Porto Maravilha.

Acho que quase nada entrou. Como o atual prefeito não se cansa de repetir: é um projeto privado. E é isso mesmo: milhões de pessoas estão sendo prejudicadas para que um grupo de empreiteiras possa fazer mais um grande lançamento imobiliário: o Porto Maravilha.

Vários prédios comerciais novos serão vendidos (não serão baratos) em uma área que a prefeitura está revitalizando para tornar mais cara. O benefício, é claro, é dos donos de terrenos, construtoras, incorporadoras e imobiliárias.

Se alguém de fora quiser usufruir dessa beleza sem Elevado da Perimetral na frente, que pague o preço de um escritório em área recém-urbanizada.

Quem fica engarrafado hoje no Rio tem a sensação de que a cidade está se tornando inviável. Mas o pior é pensar que ela está ficando assim por conta de decretos da prefeitura – e que os beneficiários dos decretos…

Canary Warf, Londres, tudo que o porto maravilha não vai ser (e construído sem atormentar o trânsito inglês).

Canary Wharf, Londres, tudo que o porto maravilha não vai ser (construído sem  dar nó no trânsito inglês).

Anúncios