O governo e a defesa Lindt

março 26, 2016

Véspera de páscoa no Botafogo Praia Shopping: uma fila de consumidores espera para pagar seus ovos de chocolate Lindt na loja da marca no terceiro piso. Pergunto à vendedora da loja em frente:

– É a primeira vez que eles têm fila?

– Não – ela responde, como se a fila para comprar chocolates de luxo importados fosse uma coisa normal.

Quatro pisos abaixo, no subsolo, onde ficam as Lojas Americanas, centenas de ovos continuavam pendurados em estruturas de madeira e plástico montadas especialmente para a páscoa.

Os ovos das Lojas Americanas estavam caros (mas nem de longe tinham preços de Lindt). Alguns custavam mais de R$ 30. Um ovo Lacta de 230 gramas custava R$ 17,90, com desconto de 10% sobre o preço riscado na etiqueta: R$ 19,90.

Uma barra de chocolate do mesmo tipo, na mesma loja, saia por R$ 5,90 (barra de 150 gramas).

Os ovos das Americanas vão encalhar. Com uma boa quantidade de caixas registadoras funcionando, a loja estava sem fila. Um piso acima, na Cacau Brasil, o estoque já estava todo vendido, as vitrines tinham pouca coisa a mostra.

Os chocolates de grife foram disputados. Os mais baratos não: estavam caros para o público a quem se destinavam.

É um exemplo de caricatura, eu sei, uma amostra pequena e viesada, mas ajuda a entender porque o governo ainda tem defensores na classe média alta. Para muita gente, não existe crise: o PIB caindo 4% e a inflação de mais de 11% no ano passado não as incomodam de verdade, não afetam suas rotinas.

Para os comedores de Lindt, o país não está em crise. Por isso, alguns deles não se sentem constrangidos em defender o status quo atual.

Isso vai mudar. Não por causa dos comedores de ovo Lacta, ou das pessoas que nem pensam em ovo de chocolate: vai mudar porque os comedores de Lindt do PMDB entenderam que a situação é insustentável, que é melhor mudar de barco antes que o governo se aproxime ainda mais do calote na dívida pública (da qual muitos comedores de Lindt são credores).

Mas, que o PMDB queira mudar de lado, era fácil prever. O que entendi hoje é por que uma parte da classe média alta não muda: ela continua comprando ovos de chocolate Lindt, mesmo que eles sejam obtidos graças à contratações via Lei Rouanet ou a contratos associados a empréstimos subsidiados do BNDES (há também os que simplesmente acreditam na propaganda política, sem ganhar nada com isso. São os piores esses últimos, mesmo que comam Lindt).

DSC00830

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: