Guia do mochileiro carioca

julho 30, 2015

Cuidado! Você pode estar em um livro do Douglas Adams.

Podia ser pior (sempre pode): você podia estar no meio d’O Processo ou d’A Metamorfose.

Mas não pense que é engraçado viver em uma comédia.

No clássico de Adams, o Guia do mochileiro das galáxias, o personagem principal acorda com sua casa sendo ameaçada pelos tratores de uma empresa de demolição.

“O plano [de demolição] está disponível no escritório de planejamento há nove meses”, informa o chefe da equipe de tratores.

Qualquer carioca que veja explodirem (literalmente) seu caminho de casa em nome de planos indisponíveis há meses no escritório do prefeito sabe o quanto isso não tem graça.

Em nome de planos que ninguém sequer citou na propaganda eleitoral, a prefeitura tem destruído avenidas (avenidas como a Rio Branco, quebradas de ponta a ponta) e promete manter a locomoção na cidade impraticável por mais alguns meses.

Era preciso quebrar tudo ao mesmo tempo? E ficar com tudo quebrado o ano todo? (não dava para ir quebrando por partes?)

Lojas têm fechado, pessoas têm penado para ir e voltar do trabalho e ainda há políticos dispostos a se vangloriar das obras.

Os cariocas colecionam razões extras (além da crise econômica e dos escândalos políticos) para perder o ânimo.

Não à toa, muitos estão fugindo da cidade – e até do país.

Não tenho nenhuma estatística sobre isso, só a amostra pequena de amigos, parentes e conhecidos que estão indo embora. E eles nunca foram tantos quanto nos últimos dois meses.

Em minha pequena amostra, todos os neo-exilados têm uma boa formação acadêmica e poderiam insistir mais em viver aqui no Rio.

Minha impressão é de que vão embora não pelo que esperam encontrar, mas pelo que querem deixar para trás.

A vida de imigrante é dura. É não ter amigos próximos ou parentes para ajudar a cuidar das crianças, é ter que destrinchar novos labirintos burocráticos para resolver problemas, é ser alguém de fora em um lugar novo.

Mesmo assim, cada vez mais cariocas acham que vale a pena, só para sair daqui.

Tudo empacotado.

Tudo empacotado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: