Se o TCU aceitar as pedaladas do governo, fica tudo liberado? pode continuar pedalando?

julho 22, 2015

É muito curioso o argumento do governo para defender as pedaladas fiscais do ano passado. Na prática, ao não repassar dinheiro para a Caixa Econômica e outros bancos públicos pagarem despesas com programas sociais, o governo pegou um empréstimo e deixou a conta para a administração seguinte. A Lei de Responsabilidade Fiscal foi criada exatamente para impedir esse tipo de medida.

Para se defender, o governo diz que não é a primeira vez que faz pedaladas (embora seja, de longe, a maior) e que, se as outras não foram punidas, essa também não deveria ser.

A lógica é um pouco tortuosa: se não puniu antes, não pode punir agora. Mas o maior furo da defesa governista aparece quando pensamos nas contas dos próximos anos. Se as pedaladas de 2014 forem consideradas legais, quer dizer que pode pedalar? O governo vai poder deixar a conta de suas despesas de um ano para o seguinte – e para o sucessor, em anos de eleição?

Ciclovia.

Ciclovia financeira.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: