O Globo, os ativistas e o governador Pé Grande

O Globo começou uma campanha para difamar os ativistas presos sábado – antes da final da Copa do Mundo.

Um adolescente “apreendido” neste sábado foi preso em casa. A polícia encontrou o revolver velho de seu pai em uma gaveta:

– Formação de quadrilha armada – repetiu O Globo, sem nenhuma crítica.

Não entrevistaram a OAB, que pediu habeas corpus e poderia explicar que a prisão dos ativistas foi completamente ilegal. Eles não estavam obstruindo investigações, condição necessária para esse tipo de prisão preventiva.

No fim, ainda há seis pessoas presas sem ter cometido crime, presas preventivamente de forma ilegal.

O único saldo minimamente positivo dessa história é que ela põe uma pá de cal nas chances do governador Luiz Fernando Pezão se reeleger.

Repetindo os erros de Sérgio Cabral, Pezão manda a polícia reprimir protestos e prender arbitrariamente manifestantes: adota práticas de ditadura. E isso está longe de agradar o eleitor carioca.

Entre os candidatos que disputam o governo do Rio, um apóia prisões arbitrárias. Considerando as acusações de corrupção e crime eleitoral que pesam sobre quase todos os candidatos, é melhor ficar com um que não pratique também arbitrariedades típicas de uma ditadura.

Luiz Fernando Pezão, governdor do Rio de Janeiro.

Luiz Fernando Pezão, governador do Rio de Janeiro.

Anúncios

2 respostas em “O Globo, os ativistas e o governador Pé Grande

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s