Como não ser eleito: parte 2 – o cavalariço Alckmin

maio 7, 2014

Neste vídeo, a polícia de São Paulo mostra como o povo da cidade será tratado durante a Copa: como gado.

A preocupação em proteger melhor os cavalos – eles vão usar a cavalaria contra os manifestantes quando houver protestos – lembra o presidente Figueiredo que, declaradamente, preferia os cavalos às pessoas.

As espadas desembanhadas durante o treinamento dos cavalos também são de má memória.

Alckmin compete fortemente com Dilma pelo posto de governante mais autoritário do país. Desse jeito, é capaz de perder até para um ex-ministro envolvido com um laboratório de fachada que lavava dinheiro e importava champanhe para os amigos.

Se o segundo turno de São Paulo for entre o corrupto e o homem que manda a cavalaria com espada em punho, que venha o corrupto.

Missa para o estudante Edson Luis, Canderária, 1968. Foto do mestre Evandro Teixeira.

Missa para o estudante Edson Luis, Candelária, 1968. Foto do mestre Evandro Teixeira.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: