O carioca desidratado 2

fevereiro 16, 2014

Os habitantes do Rio de Janeiro se sentem cada dia mais desamparados. O prefeito da cidade demole as vias expressas e diz – como se não tivesse nada a ver com a história – que a cidade vai ficar intransitável. A sensação de violência (assaltos etc.) aumenta e o secretário de segurança aparece dizendo que quer proibir o uso de máscaras (no Carnaval). A ideia é reprimir qualquer coisa com caráter político. Para os crimes de sempre (que nunca contaram com máscaras) fica tudo como sempre.

Com o Carnaval, mais ruas serão fechadas – além da Avenida Rio Branco (proibida a partir de amanhã para os carros de passeio, por ordem do prefeito).

O carioca também não tem mais jornais (bom, ainda há O Dia). A imprensa – que já foi um dos orgulhos da cidade – praticamente não existe mais. Vemos só propaganda anti-protestos, pendurada todos os dias nas bancas de jornal.

Como se não faltasse mais nada, falta pasto para nós, pobres eleitores cariocas. A falta de chuva secou o mato e a grama da cidade e não temos mais nem a alternativa de pastar. É grave a crise.

Aterro do Flamengo: cartão postal amarelado.

Aterro do Flamengo: cartão postal amarelado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: