Vai passar?

julho 9, 2013

A aposta do governo é de que vai: a revolta brasileira já está passando. É só a Globo voltar a falar do Campeonato Brasileiro, da Fórmula 1 e de outras abobrinhas que o povo para de xingar a presidente. Em pouco tempo, esquecem os governadores e até o Eduardo Paes, o homem das contratações de obra olímpicas.

O curioso é que o governo não cedeu nada: não trocou um ministro, não desmancho um esquema – ninguém deixou de usar o avião da FAB para ver jogo de futebol. A aposta (convicta) é que a poeira vai baixar e que vai tudo ficar por isso mesmo.

Ou isso ou estão todos brigando para ficar com o seu, como neste vídeo, uma das melhores descrições da reação do governo até agora.

Mas a popularidade, pelo menos, já se foi: Dilma, Cabral e afins não têm a aprovação popular que tinham dois meses atrás. E não vão recuperá-la. Com a inflação em 6,7% ao ano e a área de análise de mercado do Bradesco falando em recessão, o humor dos eleitores não vai voltar ao que era antes – por mais propaganda que o governo faça.

O curioso (o trágico) é ver as respostas improvisadas (à Mantega) se espalhando pelo governo. Agora, segundo o ministro da Saúde, o problema da saúde no país será resolvido pelos novos estudantes da matéria – que ficarão mais dois anos na faculdade fazendo trabalho voluntário em vez de ir para o mercado com o diploma mais valorizado do país (segundo o IPEA).

Não sei por quê, mas parece que não vai funcionar. É quase tão ruim quanto o ministro da Educação aparecer na TV dizendo que os médicos estrangeiros que a presidente quer importar não vão precisar revalidar seus diplomas (como sempre precisaram, como precisam os brasileiros que vão trabalhar fora). Como é a presidente que quer, não precisa avaliar os médicos.

O governo parece estar pedindo para todos continuarem nas ruas – apesar do cansaço dos manifestantes.

Se continuarem provocando assim, a gente faz um esforço extra, mesmo tendo que encarar as bombas de gás do Sergio Cabral (ou justamente para protestar contra elas).

Atenção, queda de políticas econômicas.

Atenção, queda de políticas econômicas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: