Os vândalos estão no palácio. Como tirá-los de lá?

junho 21, 2013

Ontem fui a uma passeata tranquila e bem humorada. Havia centenas de milhares de pessoas e cartazes engraçados – como o de uma menina, com a frase “Me chama de Copa e investe em mim”.

Depois de mais ou menos duas horas andando, quando estava já no Sambódromo (vindo da Av. Rio Branco), ouvi de um manifestante que a cavalaria estava atacando a multidão e voltei para casa.

O que vi, pela internet, foi a polícia investindo contra uma multidão majoritariamente tranquila. Depois, vi a polícia perseguindo pessoas pelas ruas e disparando balas de borracha e bombas de gás em passantes que não tinham nada de ameaçador.

Liguei a TV e lá só aparecem uns tais vândalos que, pela descrição, parecem um pouco com os manifestantes de Londres ano passado ou com os de Paris, na época pré-Sarcozy.

Quem foi o infeliz que mandou os cavalos para cercar o palácio?! Depois de tantos protestos, ainda não entenderam que não se manda a cavalaria para reprimir passeatas? Não entenderam que a tropa de choque aumenta a violência?

Na hora fiquei sem entender. Afinal, os protestos são, em grande medida, contra a violência da policia. Eles cresceram depois que a polícia de São Paulo disparou balas de borracha no rosto de manifestantes quinta-feira passada. Foi isso que fez uma manifestação contra aumentos de passagem virar esse grande protesto nacional.

Com mais repressão, a população vai reagir e mais gente vai para as ruas.

O governador não sabe disso?

Mas a política de Sergio Cabral e seus amigos ficou mais clara quando liguei a TV hoje cedo. Lá, os tais vândalos – e não a cavalaria ou a tropa de choque – eram os personagens principais. Lá nem mostraram a manifestação bem humorada com várias centenas de milhares de manifestantes (se a polícia diz 300 mil, é porque não foram menos de meio milhão) que protestavam tranquilamente na avenida (até a polícia dispersá-los com bombas de gás).

A assessoria de imprensa do governo está trabalhando. Mas, em tempos de internet, vão ter mais dificuldade em vender o peixe de Sergio Cabral.

A violência foi da polícia.

Quem dá as ordens para a polícia é o governador.

É precipitado dizer que o governador é responsável pela violência? Podemos dizer que o vândalo está no palácio? Se estiver, quem vai tirá-lo de lá?

Rio de Janeiro 20_6_2013

Rio de Janeiro 20/6/2013

Polícia ataca a passeata (esses não estavam atacando a prefeitura, só protestando).

Polícia ataca a passeata (esses não estavam atacando a prefeitura, só protestando).

O batalhão de choque na Av. Presidente Vargas.

O batalhão de choque na Av. Presidente Vargas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: