Serviços para todos

maio 24, 2012

Escala, resultado da especialização. Essa foi uma das principais conclusões de Adam Smith no primeiro tijolão de teoria econômica da história: A riqueza das nações.

Parte do que fazia os países seriem ricos – ou, em termos de hoje, terem renda per capita alta – vinha da maneira como se organizavam para produzir. No livro, o exemplo de Smith é o da fábrica de alfinetes:

Uma pessoa, sozinha, levará talvez um dia interiro para fazer um alfinete. Terá que encontrar ferro, derrete-lo, trasforma-lo em fio, corta-lo, e no fogo, grudar a cabeça do alfinete. Somando matéria prima, energia e (principalmente) horas de trabalho, o alfinete sai caro – a e produtividade do trabalhador (1 por dia) é baixa.

Em uma fábrica, onde o trabalho é dividido entre várias pessoas – especializadas, cada uma, em uma parte do processo – centenas de alfinetes podem ser feitos a cada hora. Como mais produção por hora de trabalho, cada pessoa pode consumir mais (há mais, por pessoa, para ser consumido).

Hoje vivemos em uma economia  de serviços, em que os bens produzidos em fábricas têm um peso menor em nossa cesta de consumo.

Gastamos muito mais em transporte, habitação, saúde, serviços de alimentação,  educação e cultura do que em  chocolate, roupas e sabonete.

Mas alguns serviços também podem ter ganhos de escala como os da fábrica de alfinetes. Toda a área de comunicação, edição, e produção de informação (estatística, pesquisa científica, música e cultura em geral) tem custo marginal baixo, quer dizer, funciona com ganhos de escala.

Produzir nessas áreas, quando se consegue vender o produto por um valor significativo, pode ser uma alternativa interessante para gerar renda.

Os dois problemas, nesse caso, são vender (muita gente produz, mas poucos emplacam seus produtos), e vender a preços significativos (como, graças ao MP3, a indústria fonográfica descobriu nos últimos anos).

Escrever livros que vendam, descobrir novos remédios que funcionem e produzir blockbusters engraçadinhos não é exatamente fácil…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: