Menos a Daniele

janeiro 22, 2012

Uma mulher que é estuprada, perde a filha de pouco mais de um ano e passa por uma sessão de tortura de quatro horas sob custódia do Estado é notícia? Para a imprensa brasileira, ao que parece, todo caso desse tipo merece destaque.

Menos o da Daniele.

Em 2006, Daniele Toledo do Prado foi estuprada por um estudante de medicina no Hospital Universitário de Taubaté, onde tinha internado a filha de um ano e três meses. O que já seria uma tragédia pessoal insuportável se tornou um enredo de terror inconcebível. A filha acabaria morrendo, e ela, a mãe estuprada, acusada por médicos de dar cocaína para a menina. A polícia comprou a história antes mesmo de ouvir depoimentos ou realizar exames periciais. E, com a polícia, veio a imprensa. O que se seguiu, mesmo nestes tempos de fugacidade, muita gente lembra até hoje.

Nasceu então o “monstro da mamadeira”. [Leia detalhes do caso aqui.]

Pois o monstro da mamadeira, exposta diariamente pelo “interesse jornalístico” da versão oficial, era na verdade vítima. Vítima de estupro, vítima de uma funesta arapuca armada por médicos, vítima da polícia, vítima do prejulgamento da sociedade, vítima da imprensa.

E, por tudo isso, a Justiça de São Paulo decidiu recentemente que o monstro da mamadeira merece receber do Estado uma indenização de R$ 15 mil. São cinco meses da mensalidade do curso de medicina da Universidade de Taubaté, dois meses de salário de um delegado da Polícia Civil de São Paulo, dois segundos de comercial em rede nacional de TV.

A Folha de S. Paulo publicou uma matéria discreta sobre a decisão. O resto da grande imprensa nem se deu ao trabalho. O monstro da mamadeira, ou melhor, Daniele Toledo do Prado, ao virar vítima de tantas monstruosidades, perdeu o interesse jornalístico.

E nós todos perdemos a vergonha.

Menos a Daniele, que terá de viver com ela até a morte, aqui mesmo no Brasil.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: