Contra o livro digital, contra o livro brasileiro

junho 3, 2010

Seis das maiores editoras brasileiras (Record, Sexante, Planeta, Objetiva, Rocco e Intrínseca)  estão lançando uma empresa de distribuição de  livros digitais. A notícia parece boa. Mas não é. O mercado brasileiro de livros é um caso clássico de formação de cartel – e sua versão digital vai ser pior ainda.

O primeiro sinal disso está na matéria de hoje do Estadão sobre a nova distribuidora: “(…) os sócios da DLD estimam uma redução de até 30% no valor do e-book em comparação com a edição de papel.” Mas espera aí, o custo de produzir um livro é principalmente o que os economistas chamam de “custo variável”. Quer dizer, a maior parte do custo de um livro está em imprimir, transportar e vender uma cópia a mais, é o papel, a tinta, o caminhão que leva o livro, o salário do vendedor da loja. Descontando os direitos autorais, o custo de produzir a matriz do livro (igualzinha à versão digital), o “custo fixo” do livro, se diluí na medida em que as cópias são vendidas. Quanto maior a tiragem, menor a participação do custo fixo no custo total do livro. Para um best seller, o custo  de produzir a matriz (que as editoras querem vender por 70% do preço de um livro impresso), dividido pelo número de cópias, é próximo de zero.

Mas as editoras estão apostando em que vai ter quem pague.

E alguém vai pagar. Pagará porque vai ter um desconto de 30% para não ficar com a cópia impressa (e não tem como comprar o livro de que precisa em outro lugar).

As editoras apostam nisso porque já estão acostumadas a outras aberrações bem sucedidas. A maior delas é a tabela de preços dos livros. Todo mundo sabe que livro brasileiro tem o mesmo preço em qualquer livraria. O preço vem tabelado das editoras, com uma boa margem para o livreiro. Nenhuma livraria fura o cartel e tenta vender mais barato. Azar do consumidor. Como cada editora tem o monopólio de produção dos livros que publica, azar do consumidor duas vezes.

O cartel online vai ser ainda mais forte. As livrarias virtuais que quiserem vender livros digitais das editoras ali do primeiro parágrafo vão entregar ao comprador um link para baixar o livro direto do site da nova distribuidora digital. Na prática, as editoras vão controlar o envio de cada cópia.

Eu, que estava pensando em comprar um leitor digital, vou deixar para mais tarde (bem mais tarde). O desconto de 30% não justifica a despesa. Além do mais, leio andando enquanto vou para o trabalho. Com um leitor desses, correria o risco de ver um ladrão levar o aparelho e – com ele – toda a caríssima biblioteca digital que tivesse acumulado.

Antiquado ou não, continuo comprando meus livros na Amazon. Mesmo com frete, eles são mais baratos que os brasileiros. E, depois de alguns anos fazendo isso, ler em inglês já é confortavel o bastante para eu chamar de lazer.

Às editoras brasileiras, com suas versões traduzidas mais caras que as originais, um abraço.

Para as edições antigas, enquanto a biblioteca Google não vem...

Anúncios

3 Respostas to “Contra o livro digital, contra o livro brasileiro”

  1. Bel said

    Como leitora assídua de livros, preciso dizer que me incomoda,e muito, esse cartel. Que pena que vamos ter os mesmos problemas na versão digital! Mas preciso confessar que me sinto um pouco antiquada em dizer que me sinto muito mais confortavel passando as folhas, sentindo o cheiro do papel, folheando até o final do livro e voltando enquanto leio do que simplesmente mudar páginas de um leitor digital… ótimo texto =)

  2. rchia said

    Melhor ainda: a grande novidade do projeto da DLD é que os livros serão distribuídos pela… LIVRARIA CULTURA! Grande revolução.

  3. […] sobre livros aqui e aqui. Posted by rchia Arquivado Coisa sem nexo Deixar um comentário […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: