A Grécia faliu

maio 9, 2010

Pedaço de estátua grega que já viu crises piores - mas não passou bem por elas

A melhor explicação que li até agora para o aumento da instabilidade econômica nos últimos dias está em uma entrevista de Barry Eichengreen – economista da Universidade da Califórnia – publicada hoje no Estadão. Segundo ele, o pacote de ajuda da União Européia e do FMI à Grécia tem um erro crasso: não reconhece que a Grécia está falida, que vai dar calote na dívida.

Mesmo com empréstimos a juros mais baixos, corte de salários, aumento de impostos etc etc, a dívida pública da Grécia – sem calote – continuaria crescendo nos próximos quatro anos – até chegar a 150% do PIB. Este ano, o país deve ter que gastar cerca de 10% do PIB com juros da dívida (enquanto a população aperta o cinto). Muitos países já deram calote em condições menos assustadoras.

O pacote de ajuda podia ter admitido que os credores da dívida também iam ficar com uma parte da conta, podia ter proposto uma maneira organizada de fazer isso. Deixaram passar a chance. Por isso, a crise piorou.

Segundo Eichengreen, a disposição dos alemães para empurrar o pacote de ajuda para depois das eleições de seu país ajudou a complicar as coisas, mostrou uma reação lenta dos responsáveis pela administração do euro, o que contribui para derrubar o valor da moeda. Isso não tem nada a ver com delírios sobre a Grécia abandonar o euro, tem a ver com como a solução para a crise grega não pode depender do calendário eleitoral alemão.

A entrevista completa está no link abaixo.

Eichengreen sobre a Grécia

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: