Chorem por ela

fevereiro 25, 2010

Madona, interpretando uma ancestral do populismo à Kirshner.

Depois de uma temporada na terra do bife de chouriço, o economista Fábio Giambigi traçou o retrato da decadência institucional levada ao extremo. É bom para ver o que teria acontecido por aqui se tivessem deixado outras áreas do governo (além do Itamaraty e do Desenvolvimento agrário) nas mãos da ala xiita do PT.

Abaixo, dois trechos da descrição, que está no link do Estado de S.Paulo – aberto também para não assinantes.

“o Indec (IBGE argentino) foi destruído. Há mais de três anos a inflação oficial é em torno de 10% inferior, a cada ano, à captada por outras fontes. Os índices oficiais não significam mais nada e deixaram de ser usados como balizamento dos reajustes salariais. Os melhores técnicos foram mandados embora, demitiram-se ou estão passando por tratamento psiquiátrico, tal é o ambiente que impera no órgão”

“(…) o encarregado de assumir o ‘trabalho sujo’ em nome de quem manda iniciou recentemente uma reunião com dirigentes empresariais que queria ‘domesticar’ com as seguintes palavras: ‘Tenho lá fora a minha rapaziada, especializada em quebrar espinhas e arrancar olhos'”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: