O turismo vai decolar

janeiro 26, 2010

Viajar é sempre uma oportunidade de se dedicar à reflexão acerca de imorredouras questões existenciais. Como a seguinte: o que fazem os órgãos responsáveis pela promoção do turismo no Brasil?

O sujeito chega à Colômbia, um país ainda sob a sombra das Farc e do paramilitarismo, da pobreza que assola grande parte da população e da lei do chumbo vigente em diversas regiões, e encontra um destino que recebeu 1.324.988 turistas estrangeiros em 2009.

Ponha-se o número em perspectiva, ante os cerca de 5 milhões em que o Brasil – o grande líder da América do Sul – patina há alguns anos, e o absurdo da situação começa a se revelar. Some-se Rio de Janeiro, Nordeste, Pantanal, Amazônia, Cataratas do Iguaçu, turismo de negócios, e a imagem passa a ganhar contornos surrealistas.

Comparar o nível do serviço de informação turística à disposição do visitante nos aeroportos de Bogotá e do Rio, por exemplo, é receita fácil para indignação. E se entreter, em Cartagena, nos estandes da iniciativa Colombia es Pasión? Puro masoquismo.

Enquanto a Colômbia aposta em planejamento e profissionalismo, o Brasil se escora nas firulas contábeis de sempre, contentando-se com migalhas do turismo global.

Mas não se preocupem. Já temos um projeto infalível para alcançar a marca de 20 milhões de turistas estrangeiros em 2020. Chama-se Aquarela 2020.

Se mantivermos nossa tradicional competência no setor, porém, periga até a Colômbia pintar esse número antes.

Turismo no Brasil: em forma para decolar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: