Atirando em preços (e atingindo os consumidores)

janeiro 12, 2010

Chaves: "Se os preços se mexerem, atirem!"

O coronel Hugo Chaves mandou o exécito venezuelano fechar 70 lojas e supermecados por aumentarem os preços ontem. Chaves, que desvalorizou a moeda do país esta semana, esperava que os comerciantes absorvessem o prejuízo com o aumento de custo dos importados.

Proibindo aumentos, tudo que vai conseguir é uma crise de abastecimento – para combinar com a crise de energia que já tem.

Para os economistas, é sempre curioso ver o que acontece quando se contraria o beabá da teoria econômica. Mas podia ter sido uma experiência menos tosca, menos primária.

Que venha então a escassez (e o mercado clandestino e o ágio e as lojas fechadas e a queda da atividade econômica) .

Anúncios

Uma resposta to “Atirando em preços (e atingindo os consumidores)”

  1. rmoraes said

    Do Estadão de hoje (17/01/10):

    Chávez expropria rede francesa de mercados

    O presidente Hugo Chávez anunciou ontem a expropriação da cadeia de hipermercados Exito, controlada pela empresa francesa Casino. Chávez acusou a rede de inflacionar indevidamente os preços após a desvalorização, na semana passada, da moeda venezuelana, o bolívar. “Não se pode permitir isso”, disse Chávez em seu programa de TV.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: