Destroços da crise?

novembro 20, 2009

A fila do ponto de taxi, a fila do desembarque no aeroporto e as filas dos restaurantes indicam que a crise nos EUA não é tão assustadora quanto o noticiário dá  a entender.

Sim, o taxista diz que seu movimento caiu mais de 30%, o desemprego chegou a dois dígitos e os consumidores não têm o mesmo ímpeto de dois anos atrás. Mas a economia em crise lá é bem mais próspera que a economia em crescimento aqui.

Eles não estão crescendo, mas a economia empacou em um nível já bem alto.

Eu sei, há sempre o risco de que a coisa desande de uma hora para a outra e eles encarem uma recessão de verdade – com a economia encolhendo para valer – como nos tempos da grande depressão.

Mas, por hora, a choradeira de lá não deve impressionar quem está acostumado com o mercado de trabalho daqui.

 

Imigrante egípcia leva bode para servir em restaurante temático - Metropolitan Museum, Nova Iorque - novembro de 2009

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: