Meio errado

outubro 4, 2008

Os velhos teóricos da comunicação estavam certos. Alguns tipos de informação precisam de meios sob medida para chegar ao público.

Comprovei isso agora há pouco, quando recebi o áudio de uma palestra que tive que fazer esta semana. Não sabia que tinham gravado. Mas minha maior surpresa foi ao acordar, quando percebi que tinha dormido ouvindo a gravação. E dormi no começo dela.

Não é que a palestra seja chata. Não. Na platéia, havia até uma ou outra pessoa com a cara de quem prestava atenção – caras até melhores que a do vaso ao lado.

Mas ouvir a gravação, sem os power points para acompanhar, sem um café antes… Bom, se algum dia fizerem um vídeo de uma dessas apresentações, faço a comparação: vejo se com imagem funciona melhor. Por hora, defendo que essas palestras só funcionam ao vivo, olhando para a cara do público – ou com outro palestrante.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: